QUANDO UMA TRANSAÇÃO DE PAGAMENTO É NEGADA, é normal que o consumidor e o estabelecimento comercial fiquem sem saber o porquê da negativa, já que emissores, bandeiras e credenciadores usam códigos próprios para cada situação.

A necessidade de padronização desses códigos levou associadas a formarem um grupo de trabalho (GT) na Abecs, responsável por um extenso esforço de uniformização dos códigos de resposta. O trabalho deu origem ao normativo 21 de autorregulação da Abecs, que entrou em vigor ontem, 15 de julho.

A adoção de códigos padronizados leva a:
> melhor experiência do consumidor, que sabe por que sua transação foi negada, no comércio físico ou online, independente da bandeira de seu cartão ou do credenciador do estabelecimento;
> redução de custos com novas tentativas de transações negadas;
> aumento de transações aprovadas.

“Com a falta de padronização, o estabelecimento perde vendas, o consumidor tem experiência ruim e os players são prejudicados por baixa taxa de aprovação, custos de retentativa e fraude. Padronizar os códigos foi uma conquista, só possível graças ao trabalho das associadas na Abecs”, diz Danilo Reis, da Visa, coordenador do GT Padronização dos Códigos de Resposta.

LIMITE DE COMPRA POR APROXIMAÇÃO SEM SENHA
PASSA DE R$ 50 PARA R$ 100


Também com o intuito de melhorar a experiência do consumidor, a diretoria da Abecs aprovou o aumento do limite, de R$ 50 para R$ 100, de pagamentos por aproximação sem o uso de senha.

A modalidade vem ganhando cada vez mais adeptos no País: em junho, 18% dos usuários já haviam feito um pagamento com a tecnologia, percentual três vezes maior que em junho de 2019, segundo pesquisa da Abecs realizada pelo Datafolha.

A agilidade, a segurança e até a prevenção em relação ao contágio pelo coronavírus são citadas como os principais benefícios da modalidade, aceita não só no comércio, mas também no transporte público de algumas cidades e em praças de pedágio.

Com o aumento do limite para fazer uma transação sem senha, as associadas esperam que o pagamento por aproximação, que movimentou R$ 6 bilhões no ano passado, ganhe cada vez mais espaço.

PARA CRÍTICAS E/OU SUGESTÕES, ENVIE UM E-MAIL PARA panorama@abecs.org.br Publicação digital da Abecs (Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços) dirigida a seus
associados. © 2020 Todos os direitos reservados. O conteúdo desta newsletter não pode ser publicado, transmitido,
reescrito ou redistribuído sem autorização prévia. Produção: PROS - Criando People Relations